Pegando o banquinho para sair de mansinho

    Compartilhe
    avatar
    スネイプ
    Admin

    Mensagens : 33
    Pontos : 68
    Data de inscrição : 23/01/2016

    Ficha do personagem
    Ficha:

    Pegando o banquinho para sair de mansinho

    Mensagem por スネイプ em Ter Jan 26, 2016 4:34 am

    Naquele início de manhã 300.000 pessoas foram assassinadas, ocorreu uma chuva de patos na França, uma bomba atômica explodiu na Coréia do Norte e o Estado Islâmico matou 1039 pessoas... Pois é nesse dia normal, Zika Gil estava lá na praia, mas não era uma praia comum, era uma praia de nudismo. Para a felicidade do futuro apresentador, naquele local ele era o único homem, mas tinha um pequeno detalhe: o resto eram meninas de oito anos que estavam fazendo topless.

    Elas estavam meio tímidas, afinal não é todo dia que um velho chega em uma praia de nudismo para meninas, mesmo assim não fizeram confusão, somente ficaram o mais longe possível daquele possível tarado.

    Foi que as ondas começaram a ficar estranhas, estavam totalmente agitadas e como se fosse mágica elas se acalmaram e o nível do mar se abaixou bruscamente. Aquilo não chamou a atenção somente de Zika Gil, que fora até perto das ondas para entender o que era, mas de todos no local.

    — Nii-chan. Eu vi na tevê que isso ocorre antes de um tusuname! — uma voz infantil soou atrás de Zika Gil, o futuro apresentador jedi tinha até uma noção da idade da menininha por causa do “tusuname”, mas não entendia porque diabos alguém em Recife falava “nii-chan”.

    Ela puxou a mão dele e o virou. Era uma menininha baixinha, dos olhos grandes rosados e de pele bastante clara. Tinha uma cara de envergonhada, mas deveria ser porque somente trajava a parte de baixo do biquíni e escondia seus peitos - estranhamente mesmo sendo despeitada ela escondeu - atrás de um coelho de pelúcia rosa.

    — Nii-chan isso é um tusuname né?! Deveríamos sair daqui né?!

    Ela puxou o braço do apresentador e isso fez com que largasse o bichinho de pelúcia e revelasse os seus peitos – ou a falta deles – para o velho. Ela tentava puxá-lo e tirá-lo dai enquanto nada ocorria, mas talvez não tivessem tempo... Algo no mar parecia vir...

      Data/hora atual: Ter Set 19, 2017 7:38 pm